Que o atendimento humanizado melhora e muito a experiência do paciente nas clínicas médicas, disso ninguém duvida. 

A metodologia vem sendo adotada por cada vez mais estabelecimentos no setor da saúde e entrega, justamente, bem estar em todas as etapas do atendimento.

Mas o que é, de fato, essa prática? Bem, podemos defini-la como uma técnica de gestão clínica que busca ouvir e compreender as necessidades dos clientes.

No âmbito hospitalar, isso significa atender com empatia, ao se colocar no lugar do outro, para que possamos dar atenção não só ao tratamento das enfermidades, mas também às condições psicológicas e ambientais que as envolvem.

Quer saber como implementar essa estratégia e aproveitar seus benefícios mesmo no pós-pandemia? A gente explica pra você logo abaixo.

O que você e seus pacientes ganham com um atendimento humanizado?

Primeiramente, satisfação. Afinal, ninguém gosta de ser mal atendido — ainda mais quando se está doente. 

Oferecer um atendimento humanizado derruba barreiras que impedem o paciente de ter uma relação mais próxima, e até mesmo afetiva, com os profissionais responsáveis por cuidar de sua saúde.

Assim, gera-se mais confiança entre as partes, criando transparência entre médico e paciente e um canal de diálogo aberto para se discutir as melhores opções de tratamento.

Com voz ativa durante o seu processo de recuperação, o cliente se sente incluído e pode ficar mais propenso a aceitar a adesão de medicamento e outras recomendações médicas, o que melhora consideravelmente os resultados.

Além disso, a imagem dos profissionais de saúde também é fortalecida, já que a abordagem retoma o conceito do médico preocupado com o paciente e as diversas nuances que podem afetar o tratamento. 

Isso ajuda a fidelizar o cliente, que se sente seguro ao ser atendido com atenção, carinho e cuidado em todas as etapas da sua experiência com a clínica.

Ou seja, todo mundo sai ganhando: o paciente, a clínica, o médico e toda a equipe — que se vê entusiasmada por contribuir verdadeiramente com a saúde das pessoas. 

Dicas para melhorar o atendimento humanizado

Bom, agora que falamos dos benefícios, podemos discutir como implementar essa abordagem na sua clínica de maneira otimizada.

Primeiro, é preciso apontar que a estrutura de atendimento, por si só, já facilita e muito a vida dos profissionais da saúde.

Com processos bem definidos, comunicação clara e transparente com os pacientes e canais abertos para sanar quaisquer dúvidas que surgirem, a chance de errar é menor. 

Mas, para isso, é preciso de algum esforço. Não basta dizer que deve ser assim, devemos ensinar como fazê-lo. Por isso, treinamentos com foco em proatividade dos colaboradores, da recepcionista ao médico, são fundamentais.

De modo que os mesmos estejam aptos para lidar com problemas rotineiros de modo natural, calmo e eficiente. 

Igualmente, a comunicação também precisa ser pensada. Ela deve ser agradável e empática, e pode ser de utilidade a criação de scripts para situações pré-determinadas. 

Além disso, a linguagem utilizada nos atendimentos deve ser adequada para cada cliente, evitando termos muitos técnicos e respeitando o ritmo de fala dos mesmos.

Outrossim, é mais do que necessário manter o paciente sempre bem informado, para que ele saiba o que está acontecendo durante seu atendimento e não fique ansioso durante a espera de determinado procedimento.

Por fim,  é preciso observar o seguinte: a pandemia exige algumas medidas diferentes dessas para oferecer um bom atendimento humanizado. Que tal continuar a leitura para conhecê-las?

O atendimento humanizado pós-pandemia

A crise do novo coronavírus e o isolamento social mudaram até mesmo a nossa maneira de realizar uma consulta médica, já que a ida a clínicas e hospitais tornou-se perigosa pelo risco de contágio.

Com isso, algumas clínicas ainda tem dúvidas sobre como oferecer um atendimento humanizado mesmo no âmbito digital, que é uma das principais alternativas para quem não deseja se arriscar em uma consulta presencial.

Abaixo, você encontra cinco dicas essenciais para atender seus clientes com a mesma excelência que teria fisicamente. Confira:

  1. Facilite o agendamento de consultas via SMS e online feito pelo paciente direto na pagina do médico ou da clínica;
  2. Envie orientações de como será o atendimento para os pacientes, explicando de forma didática todos os procedimentos;
  3. Prepare-se para a teleconsulta. Cheque a bateria do dispositivo eletrônico utilizado, a estabilidade da sua internet e faça um intervalo entre cada atendimento para evitar atrasos;
  4. Entenda as dificuldades dos pacientes com o novo modelo de atendimento e ofereça o apoio necessário às suas necessidades;
  5. Mantenha contato no pós-consulta, seja por meio de emails personalizados ou uma presença ativa nas redes sociais.

Quando implementamos medidas como essas em nosso atendimento, demonstramos preocupação com nossos clientes, reduzindo o tempo de espera deles para as consultas ao oferecer uma experiência prática, segura e eficiente.

E aí, pronto para colocar em prática?

A hora da telemedicina 

O conceito de telemedicina — serviços de saúde oferecidos remotamente — não é novo, mas com certeza se popularizou depois da pandemia. 

Com as pessoas receosas para ir ao hospital com a ameaça da covid-19, o Ministério da Saúde, em 20 de março, autorizou a prática enquanto durar o estado de emergência de saúde pública no Brasil.

Com isso, muitas empresas do setor da saúde se viram na necessidade de se reinventar, já que as tecnologias hoje disponíveis possibilitam atendimento à distância e outras facilidades, como a prescrição de medicamentos e a emissão de atestados.

Mas, para que isso seja possível, não basta boa vontade. É preciso um processo bem estruturado, que pense na humanização do atendimento, no bem estar dos pacientes e na praticidade para os profissionais de saúde.

Além disso, é fundamental que sejam utilizadas ferramentas confiáveis, como o MDMED, para gerenciar os dados médicos de pacientes e disponibilizar uma plataforma segura e estável para a realização das teleconsultas.

No mercado há mais de 22 anos, o MDMED pode ajudar sua empresa a se adaptar ao “novo normal” e a implementar um atendimento mais humanizado que beneficiará você e seus clientes.
Quer conhecer um pouco mais do nosso trabalho? Acesse nosso blog e/ou página no Facebook.