Dicas Para Otimizar a Gestão Financeira da Clínica

gestão financeira da clínica

Um dilema comum aos médicos que trabalham em um negócio próprio é como fazer a gestão financeira da clínica da forma correta. Por não ter tanta experiência na área administrativa, acaba sendo um desafio cuidar da parte comercial e ao mesmo tempo fornecer atendimentos de qualidade aos pacientes.

Por isso, no artigo de hoje trouxemos algumas dicas que irão ajudar a otimizar o processo de gestão e ainda garantir que você esteja oferecendo o melhor serviço de saúde. 

O que é preciso para fazer a gestão financeira da clínica com eficiência?

Qual a melhor forma de realizar a gestão financeira da clínica? Quais os principais pontos que o profissional da saúde deve ter atenção para manter o faturamento estável, ou melhor: aumentar o lucro mensal e a qualidade de atendimento?

Veja as dicas a seguir do que você pode fazer:

Definir metas e objetivos

Traçar metas e objetivos é o básico para qualquer tipo de empreendimento. Porém, você sabe como definir essas metas para a gestão financeira da clínica? Os consultórios precisam estabelecer esses números. Para isso é importante que:

  • a clínica faça projeções de lucro para os próximos meses;
  • estipule quantos pacientes quer atender no dia, semana e mês;
  • calcular com base em dados de meses anteriores, horários disponíveis no mês atual e consultas marcadas até o momento;
  • crie uma meta de taxa de crescimento — em quantos % a sua clínica deve crescer daqui a um determinado período (exemplo: 1 ano)?

Esses passos são muito importantes para planejar como concluir os objetivos. 

Controlar o fluxo de caixa

O controle do fluxo de caixa deve ser feito com muita atenção e de maneira estratégica. Dessa forma, é possível entender quando a clínica médica está dando lucro ou prejuízo. Para isso, classifique todas as receitas e despesas em relatórios que mostrem todos os valores recebidos e gastos, referentes tanto aos atendimentos particulares como os de convênios.

Isso vai te ajudar a entender em quais meses a gestão financeira da clínica ficou no vermelho e porquê. Além disso, ficará mais fácil mapear todos os gastos da clínica, desde aqueles referentes a equipamentos, estoque de medicamentos, EPIs, etc. Dessa forma, o gestor consegue entender quais despesas podem ser dispensáveis, e assim, diminuir os custos. 

“Mas como fazer tudo isso? Por meio de planilhas? Vou precisar anotar tudo o tempo todo e atualizar manualmente?” 

Felizmente, a tecnologia da informação na saúde proporciona que todos esses processos sejam realizados de maneira automatizada por softwares de gestão médica. O MDMED Web, por exemplo, faz registros e gera relatórios automaticamente para a sua clínica.

Faça um teste grátis do sistema da MDMED e confira como ele pode ajudar na gestão financeira da sua clínica!

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *