Inteligência artificial na saúde: qual a importância e suas aplicações

inteligência artificial na saúde

Há poucos anos, máquinas pensantes capazes de realizar tarefas humanas não passavam de um tema para livros e filmes. Agora, com o avanço da tecnologia, elas já são bem reais e vemos, até mesmo, o uso de inteligência artificial na saúde.

 

Isso porque a ciência da computação consegue criar softwares que emulam não só o comportamento humano, mas a maneira como pensamos, analisamos e, principalmente, tomamos decisões. 

 

Na área da saúde, o uso desse tipo de tecnologia se mostra promissor já que pode otimizar diversas tarefas executadas manualmente e melhorar resultados no tratamento e prevenção de doenças.

 

Neste artigo, vamos falar sobre como a inteligência artificial pode ser utilizada com esses objetivos e explorar seus principais benefícios. Continue com a gente!

A inteligência artificial na saúde humaniza os processos

 

Seja para o atendente, médico ou cliente, o uso de softwares de inteligência artificial melhora a experiência no ambiente hospitalar.

 

De certo modo, podemos dizer que as máquinas tornam o setor mais humano, pois libera os profissionais de tarefas repetitivas deixando-os mais focados no bem estar dos pacientes.

 

Na recepção, por exemplo, os softwares podem ser utilizados para agendar e confirmar consultas, atualizar os registros dos pacientes e organizar o cronograma de uma clínica, laboratório ou hospital.

 

Assim, o atendente tem sua energia mais bem direcionada ao paciente, que recebe um atendimento mais ágil, humano e eficaz.

 

Já para os médicos, a inteligência artificial é ainda mais útil, uma vez que ela amplia suas capacidades de oferecerem bons tratamentos.

 

Com acesso ao histórico de saúde dos clientes e seus familiares em apenas alguns cliques, esses profissionais conseguem avaliar com mais rapidez e precisão o quadro clínico dos pacientes. 

 

Além disso, graças ao vasto banco de dados desses softwares, também conseguem cruzar informações para prevenir enfermidades e começar tratamentos precoces, exercendo um papel muito mais presente na vida daqueles de quem cuida.

Aplicações da inteligência artificial na saúde

 

Como acabamos de ver, a inteligência artificial pode ser utilizada na área da saúde para automatizar processos repetitivos e aumentar a as chances de sucesso no tratamento de pacientes.

 

Mas como isso é feito na prática? Abaixo, vamos ver alguns exemplos de aplicação da inteligência artificial na saúde. Confira!

Diagnósticos precisos

Uma das características das inteligências artificiais é o aprendizado de máquina, processo pelo qual os softwares conseguem, por meio do acesso a um grande banco de dados, absorver e compreender informações de diferentes naturezas. 

Na área da saúde, esse recurso é muito valioso, já que os softwares podem ajudar a identificar doenças por meio da análise de imagens dos órgãos e históricos clínicos dos pacientes.

Tratamentos precoces

 

O acesso a uma ampla base de dados também favorece a descoberta de doenças não relatadas e possíveis opções de tratamentos precoces. 

 

Por meio de uma análise do histórico familiar dos pacientes, a inteligência artificial consegue rastrear a possibilidade de eles desenvolverem uma determinada doença, o que aumenta consideravelmente as chances de cura caso ela se confirme.

Descoberta de doenças e novos tratamentos

 

Por meio de algoritmos complexos que permitem a identificação de padrões em grandes volumes de dados, as inteligências artificiais, hoje, já conseguem descobrir novas doenças, prever surtos como o da covid-19 e recomendar tratamentos mais efetivos.

 

Um exemplo disso é o desenvolvimento de tratamentos de câncer baseados na análise de alterações genômicas, tarefa que pode ser realizada com o auxílio de inteligências artificiais.

Cirurgias realizadas por robôs

 

Embora os robôs, nesse caso, não ajam de maneira completamente autônoma, a inteligência artificial ainda é fundamental nesse tipo de procedimento.

 

Com o auxílio de câmeras colocadas dentro do paciente e braços robóticos, os robôs, operados por médicos humanos em centros de controle, já são utilizados para diversos procedimentos cirúrgicos.

 

Ao permitir movimentos mais precisos, evitar tremores comuns às mãos humanas e fornecer imagens mais nítidas dos procedimentos, a chance de sucesso nas cirurgias aumenta consideravelmente. 

Armazenamento de dados otimizado e mais seguro

 

Os softwares de inteligência artificial utilizam as nuvens — servidores virtuais — para o armazenamento de dados.

 

Com isso, as informações dos pacientes ficam mais acessíveis e podem ser atualizadas, em tempo real, sem a necessidade da ação de um colaborador.

 

Ainda, os dados ficam mais seguros, já que a maioria desses sistemas conta com criptografia para garantir o sigilo das informações pessoais.

Prontuários otimizados

 

A inteligência artificial repaginou a função dos prontuários médicos. Antes feitos manualmente, esses documentos tinham como objetivo apenas registrar as informações dos pacientes.

 

Hoje, com o auxílio de softwares sofisticados, profissionais da saúde conseguem utilizar prontuários eletrônicos não só para coletar, armazenar e recuperar informações dos pacientes rapidamente, mas também cruzar informações e realizar uma análise profunda de cada caso clínico.

Por que investir em inteligência artificial na saúde?

Bom, não faltam motivos para você adotar de vez esse tipo de tecnologia no seu empreendimento. 

 

Conforme apontamos ao longo do texto, por meio da inteligência artificial na saúde, conseguimos otimizar nosso fluxo de trabalho, aumentar a produtividade dos colaboradores e oferecer um atendimento humanizado.

 

Por si só, esses benefícios já valeriam o investimento, já que custos seriam reduzidos e, por consequência, a lucratividade aumentada.

 

Mas, se isso não for o suficiente para te convencer, lembre-se: o principal ganho não é o financeiro.

 

Ao utilizar tecnologias de ponta com a inteligência artificial, você não apenas moderniza os processos da sua empresa, mas oferece uma experiência melhor para o paciente e cria condições mais favoráveis para que ele saia curado da sua empresa.

 

Com isso, sua marca se fortalece, se torna mais competitiva e os resultados tendem a melhorar.

 

Se quiser saber mais sobre essa e outras tendências do mundo da medicina, fique de olho no nosso blog ou página do Facebook.

 

Obrigado pela leitura e até a próxima!

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *