A segurança dos dados dos pacientes: entenda como garanti-la com sistemas médicos

Sistemas médicos mantenha a segurança dos pacientes

O ambiente da saúde lida diariamente com os mais diversos tipos de dados, em especial, as informações mais importantes que uma pessoa possui – como CPF, número de RG, telefone, endereço e muitos outros relacionados à saúde.

Com o avanço da tecnologia, essas informações saem dos papéis guardados na recepção de clínica médica e passam a ser armazenadas na internet. Além de que a comunicação entre médicos, clínicas, consultórios e pacientes também migraram para o ambiente digital. 

Toda essa evolução trouxe uma série de vantagens para a área médica, como mais agilidade, diagnósticos mais assertivos, diminuição de custos, redução no impacto ambiental, entre tantos outros.

No entanto, ela traz outro lado, este que é preocupante: como manter a segurança desses dados na internet? Isto é, o que todos querem saber é como proteger essas informações de ataques hackers, acessos indevidos, entre outras possibilidades. 

Ainda mais depois do surgimento da Lei geral de proteção de dados, a LGPD.  Essa lei traz uma série de normas para o armazenamento e tratamento de dados sensíveis a todos os empreendimentos do país.

Basicamente, ela prevê algumas regras para o uso desses dados por parte das organizações. Agora, as pessoas precisam ter ciência de tudo que será feito com seus dados e autorizar o uso deles.

Essa lei é tão importante que pode gerar penalizações severas às empresas que não seguirem as normas, mesmo as da saúde. Desta forma, fica visível a tamanha responsabilidade da área médica ao solicitar, armazenar e tratar dos dados dos pacientes.

Mais do que nunca, é de suma importância investir em formas de manter esses dados seguros – este é um tema que deve ser discutido com seriedade entre os responsáveis pelas clínicas para evitar futuros transtornos.

Uma forma de garantir essa segurança é por meio dos sistemas médicos, os quais são criptografados para dar 100% de proteção às informações dos profissionais e pacientes.

Se seu consultório ou clínica médica ainda não tem um software médico como esse, o  ideal é começar a pesquisar um pouco mais sobre eles para otimizar seus processos e torná-los mais seguros.

Para ajudar, explicaremos o que são esses sistemas, como eles funcionam e como eles são importantes para a proteção de dados sensíveis dos pacientes. Acompanhe!

Sistemas médicos aumenta a proteção de dados: saiba mais sobre eles

Proteção de dados, nada mais é do que o ato de preservar todas as informações consideradas sigilosas dos pacientes cadastrados durante os atendimentos. Para mantê-la, é importante prestar atenção, principalmente, em como esses dados são armazenados pelas clínicas.

Ou seja, como o registro do histórico das consultas, exames, laudos médicos, RG, CPF, endereço, telefone celular,  e-mail, entre outros. Atualmente, há inúmeras formas de investir nessa segurança de informações. 

Dentre elas, os sistemas de gestão médica, os quais tornam algumas atividades das clínicas digitais e otimizam os processos, tornando todos os serviços mais ágeis, práticos, rentáveis e assertivos. 

Além desses benefícios, esses sistemas contam com um modelo de armazenamento de dados extremamente seguro, de alta confiança, proteção e qualidade. 

Eles costumam oferecer o armazenamento em nuvem, este modelo que vem se popularizando em todos os setores da economia, justamente por ser seguro, prático e evitar a perda de informações.

Isso porque toda a base de dados da empresa será salva em um sistema externo ao do computador, podendo ser acessada via internet, de onde estiver, sem estar refém de um único dispositivo, equipamento ou espaço físico.

É como se os dados estivessem no Google Drive, por exemplo, um tipo de armazenamento na nuvem mais conhecido. Esse tipo de sistema vem ganhando fama porque torna o armazenamento de informações menos vulnerável a fatores externos.

É o caso de uma infiltração quando elas estão armazenadas fisicamente, em uma sala reservada, ou mesmo um vírus no computador – que podem ser adquiridos de inúmeras formas atualmente.

Além disso, a criptografia é uma das chaves para o armazenamento de dados na nuvem – o que a torna ainda mais segura – já que transforma todas as informações em códigos, permitindo que ela trafegue com segurança pelo ambiente digital.

Para aumentar a proteção, ainda há a possibilidade de fazer o controle de autenticação, autorização de acesso, entre outros fatores.

Ou seja, os softwares médicos são as alternativas mais seguras e indicadas por especialistas justamente por esse modelo de armazenamento de alto nível, confiança e performance.

Conte com a MDMED

A empresa MDMED oferece um sistema de gestão para clínicas e consultórios médicos de alta qualidade para empresas que têm a proteção de dados como uma prioridade neste momento.

Nosso software é extremamente qualificado e oferecemos assistência técnica sempre que necessário, se precisar. Se quer saber mais sobre o sistema médico MDMED, entre em contato ou acesse nosso site!

Comentários

Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.