Uma clínica médica também é um negócio, então, deve ser gerenciada com sabedoria para oferecer qualidade e gerar rentabilidade.

Se você está tentando aprender como administrar uma clínica médica, essa leitura vai ajudar. Gestores inteligentes sabem que empresas de sucesso precisam planejar o crescimento. Essa também é uma tarefa indispensável na gestão de clínicas, por isso, vamos mostrar o que é relevante na área.

Inicialmente, podemos adiantar que otimizando a administração da sua clínica, é possível mantê-la estruturada para qualquer cenário econômico.

Depois de conhecer e aplicar esses conhecimentos, você perceberá um salto no padrão de qualidade dos serviços. Aliás, qualidade deve ser o ideal de qualquer empresa, mas é ainda mais determinante quando a missão é zelar por vidas humanas.

Nesse texto, vamos falar ainda das questões:

  • Operacionais;
  • Estratégicas;
  • Financeiras;
  • Tendências tecnológicas que facilitam a rotina dos médicos.

Se você quer estabelecer os pilares para tornar sua empresa sólida, longeva, qualificada e capaz de trazer bem estar para seus pacientes, siga a leitura!

Como administrar uma clínica médica da melhor forma

Algumas metas que podem resultar em diversas melhorias são:

  • Otimizar o atendimento;
  • Melhorar a gestão dos colaboradores;
  • Aumentar o número de pacientes.

Nós temos dicas e conhecemos bem os desafios de administrar uma empresa de saúde. Agora, que tal descobrir como gerenciar colaboradores e dados da sua clínica? Veja!

1. Defina métricas e monitore resultados

É possível que o número de pacientes esteja aumentando, mas se a gestão dos materiais na empresa é inadequada, os lucros podem ser afetados. Para saber se a clínica é rentável, estabeleça e acompanhe métricas.

Não basta que seu negócio esteja atendendo super bem, se ele não gera lucro. A fim de medir o desempenho financeiro da clínica, uma das mais conhecidas métricas é o ROI  (Retorno sobre Investimento).

Essa métrica revela se o valor dos investimentos na clínica é maior do que o montante gerado por esses investimentos. Com isso, é possível definir para onde devem ser deslocados os investimentos para obter mais retorno.

2. Gerencie bem as finanças

O gerenciamento financeiro de uma empresa é um pouco mais complexo do que para uma pessoa física. Basta lembrar a quantidade de pagamentos necessários: dos fornecedores de materiais e equipamentos aos rendimentos dos funcionários. Isso sem falar nas despesas de luz, locação e da clínica como um todo.

Os atendimentos devem cobrir todos esses custos para que a sua clínica tenha sucesso e seja lucrativa, mas isso é o óbvio em finanças, certo? Sim, só que mesmo sabendo disso, muitos empresários precisam de suporte na administração.

Se a sua clínica precisa de ajuda especializada nas finanças, sem problemas! Esse socorro pode, inclusive, ser determinante. Caso não seja possível contratar um especialista, ao menos os conceitos básicos de finanças serão necessários para administrar uma clínica médica.

Um dos conhecimentos importantes é sobre o fluxo de caixa. Nele, você registra as transações financeiras de entrada e saída da clínica. No fim do giro mensal, se o saldo é positivo, então, a empresa é lucrativa.

3. Cuide bem dos insumos e do controle de estoque

Uma clínica pode ter muitos atendimentos e, ainda assim, não ser rentável. Isso ocorre, principalmente, quando a gestão dos recursos é mal feita.

Quer saber um dos segredos de como administrar uma clínica médica da melhor forma? Então, realize manutenções preventivas nos equipamentos, principalmente nos mais caros. Essa precaução evita que os aparelhos estraguem mais rápido, trazendo prejuízos para a clínica.

Tão importante quanto o cuidado com a aparelhagem, é controlar os insumos do estoque para evitar desperdícios. Felizmente, é possível contar com suporte da tecnologia nessa tarefa.

Usando essas ferramentas, você pode saber, por exemplo, a quantidade de itens estocados, a frequência e o modo como são utilizados. Em alguns casos, pode até devolver, ou trocar material excedente para fornecedores.

4. Ofereça máxima qualidade no atendimento

Não adianta otimizar tudo na gestão da empresa se o atendimento aos pacientes é repleto de erros. Eles devem ser prioridade, afinal, a fonte de renda da clínica virá das consultas.

Para acertar ao administrar uma clínica médica, os pacientes devem ser tratados com muito carinho. Por isso, a empresa deve fugir dos erros na marcação de exames, oferecer atendimento ágil, respeitoso e primando pela excelência para que os pacientes voltem quando for preciso.

Esteja aberto aos feedbacks e estimule esses retornos dos pacientes para melhorar sempre! Também é importante investir em treinamento para os colaboradores e em uma cultura organizacional que coloque o atendimento no topo.

Os pacientes e seus familiares merecem toda atenção. Um atendimento humanizado, com empatia e gentileza, dos recepcionistas aos médicos, deve ser praticado em toda empresa que atua na saúde.

5. Gerencie com base em dados

É provável que os profissionais da clínica lidem com uma grande quantidade de dados diariamente. Com tanta informação disponível, é normal cometer erros, certo? Errado! Uma empresa de saúde deve fugir ao máximo da imprecisão.

Para manusear um grande volume de informações, como dados dos receituários, prontuários, exames e todos os documentos da clínica, mais uma vez, o suporte da tecnologia será bem-vindo.

Existem softwares desenvolvidos, especialmente, para quem quer saber como administrar uma clínica médica. Tenha os dados como um dos pilares da gestão do consultório. Eles podem revelar informações úteis para o crescimento e melhorias.

Cabe ressaltar que, nos sistemas online para gestão de clínicas, os documentos ficam mais organizados e também ganham mais segurança.

6. Gerencie os colaboradores

Os médicos e toda a equipe da sua clínica trabalham em sintonia perseguindo os melhores resultados e o melhor atendimento? Se a resposta é não, precisam mudar.

O líder tem papel fundamental nisso, tanto para orientar e defender mudanças, quanto para decisões mais drásticas, como o afastamento de colaboradores que não atendem aos padrões da clínica.

A gestão dos colaboradores é um dos desafios de administrar uma clínica médica. Para acertar, aposte em uma gestão próxima, mas priorizando o coletivo. É importante dispor de recursos que facilitem a comunicação interna e a tecnologia - sempre ela - pode resolver essa demanda também.

A mão amiga de um software de gestão de clínicas

A tecnologia pode ajudar nos mais diversos desafios que surgem para quem vai administrar uma clínica médica. Se esse é o seu caso, receba de braços abertos as possibilidades de melhoria desses sistemas.

Um software para gestão de clínicas contribui trazendo eficiência, otimizando as tarefas operacionais das empresas e, permitindo, por exemplo, que o paciente marque suas próprias consultas nos horários disponíveis.

Outro recurso é a confirmação da consulta por SMS, que reduz as faltas dos pacientes nas consultas. São inúmeras as vantagens desse sistema. Quer ser responsável por uma curva de crescimento na clínica? Diga sim ao melhor software para gestão de clínicas e acompanhe a evolução do seu negócio.